Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Empresário doa à prefeitura de Maracajá área de terra para abertura de rua

Publicado em 04/08/2022 às 14:59 - Atualizado em 04/08/2022 às 14:59

O negócio só é bom e justo quando as duas partes envolvidas saem ganhando, segundo diz a sabedoria popular. É o que acontece atualmente entre o segmento empresarial e o poder público do município de Maracajá, na Parceria Público Privada, envolvendo a empresa Criativa Têxtil e o Governo Municipal.

 

Na manhã da última quinta-feira, dia 21/07, o prefeito Anibal Brambila e o diretor de Agricultura, Jucemar Gonçalves, estiveram conferindo a abertura da rua, que fica localizada no bairro Espigão Grande. O empresário Volnei Ferreira, também esteve no local.

 

O prefeito Brambila agradeceu a parceria do empresário e salientou a importância da abertura do novo acesso. "Há três meses conversei com o Volnei e expliquei da necessidade de o local ter um novo acesso, já que fica nas proximidades da nova escola, e ele prontamente cedeu o terreno. Agradeço ao Volnei por ter essa visão diferenciada, e quem ganha é Maracajá e a população, pois assim seguimos em busca do desenvolvimento", disse Anibal Brambila.

 

O chefe do poder executivo lembrou ainda que além desse terreno, o empresário da Criativa Têxtil doou mais um, atrás da sua empresa, que também será aberto garantindo mais um acesso ao bairro.

 

Parceria

A empresa Criativa Têxtil é hoje uma das que mais emprega no município, onde conta com cerca de 300 colaboradores. Além da fábrica, também possui duas lojas.

O empresário Volnei Ferreira tem sido parceiro da Administração em outras situações, doando tecidos, usados no Curso de Costura Industrial e que se transformam em peças de roupas para as crianças e adolescentes que frequentam o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SFVC) e para famílias cadastradas no CRAS. "Sempre é bom crescer. Estou há 21 anos em Maracajá, terra que me acolheu, tudo o que construí, produzo e frutifico está aqui. E, sempre que puder ajudar e contribuir eu vou, principalmente onde não me peçam nada em troca. Então vai existir parceria, caso contrário não”, finalizou o empresário.