---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

#saúde
Baixo índice de cobertura contra gripe influenza preocupa

Publicado em 16/05/2019 às 15:07 - Atualizado em 16/05/2019 às 15:07

É baixo e, sobretudo preocupante, o índice de imunização contra a gripe influenza em Maracajá. O Alerta é do diretor de Saúde, Diogo Copetti, ao receber relatório, nesta semana, dos grupos prioritários, que têm até 31 de maio para se vacinarem. "No total atingimos apenas 52,7% da nossa meta, o que é pouco para evitarmos consequências mais graves para toda a comunidade maracajaense", ressalta o diretor.

Os grupos prioritários são formados por crianças com idades entre seis meses e menos de seis anos completos, gestantes, puérperas que tiveram bebês nos últimos 45 dias, professores, idosos e portadores de comorbidades (que são indivíduos com diabetes, e outras doenças crônicas e cardiovasculares, males reumáticos (como a artrite reumatoide e o lúpus) e ainda distúrbios gastrointestinais, entre outras), e idosos.

Entre as complicações mais comuns da gripe influenza em toda essa turma, estão a insuficiência respiratória aguda, que pode levar à morte, e invasões secundárias por bactérias que se aproveitam da debilidade do corpo para fazer estragos, como a pneumonia, por exemplo. Neste grupo, dos 425 previstos na meta do Ministério da Saúde, somente 140 se vacinaram, ou seja, 32,9%.